Volta ao mundo: quanto custa e como funciona a viagem por 15 países com uma só passagem aérea?

0 2

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Dar a volta ao mundo é um sonho comum a grande parte da população. Em algum momento da vida você mesmo já deve ter pensado sobre assunto: quem não gostaria de explorar todos os continentes?

Planejar uma viagem assim requer tempo e, principalmente, dinheiro. Se você já começou a traçar um roteiro, deve ter percebido que o preço das passagens aéreas pode ser um dos principais empecilhos para quem quer levar este sonho adiante.

No entanto, poucas pessoas sabem que é possível dar a volta ao mundo com apenas uma passagem.

A Round the World (RTW) Ticket, ou Passagem de Volta ao Mundo, foi criada pela aliança mundial Star Alliance, e hoje é oferecida também pela SkyTeam e pela OneWorld. Este bilhete aéreo permite voar por todos continentes em “apenas uma viagem”.

Cada uma das alianças engloba companhias aéreas de todo o mundo. Para comprar esta passagem, o primeiro passo é planejar o roteiro. No geral, ele deve envolver de 3 a 16 trechos e durar de 10 dias a um ano.

A Passagem de Volta ao Mundo possui algumas regras. A primeira é de que sua viagem comece e termine no mesmo país, contemplando ao menos 3 continentes e seguindo o mesmo sentido latitudinal. Isto é, você só pode viajar de leste a oeste, ou vice-versa, para que de fato dê a volta ao mundo.

Além disso, só é permitido cruzar os oceanos Atlântico e Pacífico uma única vez.

Caso não haja voos direto para uma determinada região, e você precise fazer uma conexão em alguma cidade, serão considerados dois trechos. Por isso, é importante planejar bem o roteiro.

Deslocamentos terrestres também contam como trechos. Por exemplo, se um de seus voos aterrissar em Lisboa, o próximo deve sair de Lisboa também, e não de Madrid, mesmo que as duas capitais sejam relativamente próximas. Se isso acontecer, o trajeto entre Lisboa e Madrid, mesmo que terrestre, será considerado como um trecho.

Nada lhe impede, entretanto, de aterrissar em Lisboa, viajar de trem para Madrid e depois retornar a Lisboa para pegar o próximo avião. No caso de cidades próximas, essa pode ser uma boa opção para quem pretende viajar por bastante tempo.

O valor da passagem varia de acordo com a quantidade de trechos, aeroportos escolhidos e continentes visitados (confira alguns preços no final desta matéria).

Os outros custos da viagem, como hospedagem e alimentação, são de responsabilidade do passageiro. Além do bilhete, vale lembrar que alguns países exigem vistos específicos para permitir a entrada de turistas. Por isso, antes de comprar a passagem, é importante verificar qual a documentação necessária.

Quando vale a pena

A Passagem de Volta ao mundo é ideal para quem tem um roteiro bem planejado e bastante tempo de férias disponível.

Apesar de você poder escolher as datas, montar o itinerário e variar a classe que deseja viajar (econômica, executiva ou primeira), a passagem é pouco flexível e não permite grandes variações no roteiro.

Se você quiser mudar a ordem de países no meio da viagem, ou alterar alguma data de embarque, terá de pagar uma taxa às companhias aéreas.

Na hora de planejar, é recomendado priorizar rotas comerciais famosas. Viajar entre pontos turísticos com a passagem sai mais barato do que explorar apenas destinos pouco conhecidos.

Outra vantagem é que, ao voar por companhias de apenas uma única aliança aérea, você acumula muito mais milhas e, consequentemente, mais benefícios; pode até viajar de graça na próxima vez.

O InfoMoney simulou três diferentes roteiros de volta ao mundo e comparou o preço das alianças. Confira:

15 destinos: São Paulo (BR) – Nova Iorque (US) – Lisboa (PT) – Madrid (ES) – Paris (FR) – Berlim (DE)  – Roma (IT) – Nova Deli (IN) – Pequim (CH) – Tóquio (JP) – Cidade do México (MX) – Cancun (MX) – Havana (INSDSI) – Lima (PE) – Buenos Aires (ARG) – São Paulo (BR)

StarAlliance: R$ 23,220.00
SkyTeam: R$ 24.384,81
OneWorld: R$ 19,126.50

10 destinos: São Paulo (BR) – Lima (PE) – Cidade do México (MX) – Nova iorque (US) – Lisboa (PT) – Londres (UK) – Cairo (EG) – Nova Deli (IN) – Pequim (CH) – Tóquio (JP) – São Paulo (BR)

StarAlliance: R$ 22.331,00
SkyTeam: R$ 23.432,00
OneWorld: R$ 18.034,31

5 destinos: São Paulo (BR) – Paris (FR) – Dubai (AE) – Bangkok (TH) – Sydney (AU) – São Paulo (BR)

StarAlliance: R$ 18.864,00
SkyTeam: R$ 21.217,00
OneWorld: R$ 17,241.47

Leia a matéria completa no site Infomoney clicando aqui!

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. AcceptRead More