}

Profissionais da Saúde de Missal participam de programa para tratar da saúde mental em tempos de pandemia

0 13

O trabalho nos centros de saúde em todas as partes do mundo exige dos profissionais uma boa saúde mental, já que estes sofrem pressões durante todos os dias com as questões ligadas a saúde. Em tempos de pandemia, esse fator emocional fica ainda mais sobrecarregado, já que uma doença ainda desconhecida, sem um tratamento comprovadamente eficaz e numa corrida contra o tempo, faz com que até pessoas com boa saúde mental adoeçam, sem contar o medo de contrair a doença no ambiente de trabalho.

Assine a nossa newsletter

Em Missal, a secretaria de Saúde está disponibilizando atendimentos individualizados com uma profissional da área de psicologia, justamente para tratar das questões ligadas a saúde mental. Internamente, foi disponibilizado um link para que os profissionais interessados pudessem ser atendidos. Num primeiro momento foi realizada uma triagem, de forma sempre sigilosa, buscando entender os sintomas, quando iniciaram, entre outras questões de cunho particular, sempre respeitando a individualidade de cada funcionário.

Nessa triagem foi possível perceber que muitos dos profissionais da área da saúde já apresentavam alguns sintomas característicos de ansiedade, depressão, síndrome do pânico entre outras patologias, no entanto, muitos desses nunca buscaram um tratamento. “Na maioria dos casos os sintomas já existiam e a pandemia contribuiu para potencializa-los, fazendo com que muitos destes profissionais precisassem de ajuda para cuidar da saúde mental”, explica a coordenadora da ação, a Psicóloga clínica Mônica Winter Possatto.

Mônica é especialista em saúde mental, saúde pública e terapia comunitária integrativa. Ela afirma que o objetivo central deste trabalho é a abordagem de questões psicológicas potencializadas pela fase de isolamento e trabalho com pressão, além de investigação de questões anteriores e oportunidade de resolução de conflitos pessoais, iniciados até mesmo antes dessa fase.

O público alvo são os funcionários da secretaria de saúde de Missal, de todos os setores, que se interessarem. O tratamento consiste em Psicoterapia individual e presencial com sessões semanais. O trabalho foi iniciado neste mês de agosto e segue ocorrendo de forma presencial durante os próximos dias.

O diferencial de um atendimento individualizado é referente ao sigilo das informações repassadas, o que permite que cada paciente consiga manifestar de forma mais aberta os sintomas e o que eles causam, justamente sem o receio de expor a mais pessoas as preocupações que rondam a mente.

É importante observar que mesmo com este atendimento aos profissionais da área da saúde, os atendimentos à população continuam normalmente, desde que devidamente agendados com encaminhamento médico. Mônica atende toda segunda à tarde na Unidade do Portão Ocoí, terça pela manhã na Unidade do centro, terça a tarde na Unidade de Dom Armando, aos pacientes com referência nestas Unidades, e na quarta os profissionais da saúde.

Missal Health professionals participate in a program to address mental health during pandemic times

work in health centers everywhere in the world requires professionals to have good mental health as they are pressured every day with health issues. In times of a pandemic, this emotional factor becomes even more overwhelmed, as a disease still unknown, without a proven effective treatment and in a race against time, makes even people with good mental health sick, not to mention the fear of contracting the disease in the environment of work.

In Missal, the secretary of health is providing individualized calls with a psychology professional, precisely to address mental health issues. Internally, a link was provided so that interested professionals could be answered. In the first moment a screening was performed, always confidently, seeking to understand the symptoms, when they started, among other questions of particular imprint, always respecting the individuality of each employee.

In this screening it was possible to realize that many of the health professionals already experienced some characteristic symptoms of anxiety, depression, panic syndrome among other pathologies, however, many of these have never sought treatment. ′′ In most cases the symptoms already existed and the pandemic contributed to boosting them, making many of these professionals need help to take care of mental health “, explains the action coordinator, Clinical Psychologist Monica Winter Possatto.

Monica specializes in mental health, public health and integrative community therapy. She claims that the central goal of this work is the approach of psychological issues enhanced by the isolation phase and work with pressure, in addition to investigation of previous issues and opportunity to resolve personal conflicts, started even before that stage.

The target audience is the employees of the Missal secretary of health, from all sectors, interested. Treatment consists of individual and in-person therapy with weekly sessions. work started this August and continues to happen in person for the next few days.

The differential of an individualized service is related to the secrecy of information passed on, which allows each patient to express more openly the symptoms and what they cause, precisely without fear of exposing to more people the concerns that surround the mind.

It is important to note that even with this service to health professionals, the population calls continue normally, as long as properly scheduled with medical routing. Monica meets every Monday afternoon at the Ocoí Gate Unit, Tuesday morning in the center unit, Tuesday afternoon in the Dom Armando Unit, to patients with reference in these units, and on Wednesday health professionals.

Translated

 


Fonte: Prefeitura de Missal

você pode gostar também

Deixe uma resposta

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

%d blogueiros gostam disto: