}

Paraná conquista reconhecimento nacional de Área Livre de Aftosa sem Vacinação

0 9

Título foi concedido por Instrução Normativa da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Conquista histórica deixa o Paraná mais perto do reconhecimento internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal.

O Paraná obteve reconhecimento nacional de Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação, uma conquista histórica para o setor agropecuário. A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Tereza Cristina assinou nesta terça-feira (11) a Instrução Normativa nº 52, que concede o título ao Paraná, Acre, Rio Grande do Sul, Rondônia, e regiões dos Estados do Amazonas e de Mato Grosso. A IN deve ser publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (12) e passa a vigorar em 1º de setembro.

A medida deixa o Paraná mais perto do reconhecimento internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento deve formalizar ainda neste mês o pedido à OIE, e a expectativa é que a entidade chancele a nova condição em maio de 2021.

Com isso, o setor vai garantir a abertura de novos mercados e atrair investimentos com a potencialização das cadeias de suínos, peixe, frango, leite e pecuária bovina de corte.

DOBRAR EXPORTAÇÕES – O status sanitário internacional permitirá ao Paraná praticamente dobrar as exportações de carne suína, por exemplo, das atuais 107 mil toneladas para 200 mil toneladas por ano. Isso pode acontecer em caso de o Estado conquistar apenas 2% do mercado potencial, liderado por Japão, México e Coreia do Sul, que pagam mais pelo produto com reconhecida qualidade sanitária.

ATUALIZAÇÃO – Desde outubro de 2019 está proibido o uso e comercialização da vacina contra febre aftosa no Paraná. A campanha de vacinação, que acontecia duas vezes por ano, foi substituída pela campanha de atualização de rebanhos, que começou em 1º de maio deste ano e, por conta da pandemia, se estenderá até 30 de novembro. O cadastro é obrigatório para garantir a rastreabilidade e a sanidade do rebanho.

INFORMAÇÕES DA AEN

Paraná conquers national recognition of Aftosa Free Area without Vaccination

Title was granted by Normative Instruction of the Minister for Agriculture, Livestock and Supply. Historic achievement brings Paraná closer to international recognition by the World Animal Health Organization.

Paraná obtained national recognition of Aftous Fever Free Area without Vaccination, a historic achievement for the farming sector. The Minister of Agriculture, Livestock and Supply Tereza Cristina signed this Tuesday (11) the Normative Instruction No 52, which gives the title to Paraná, Acre, Rio Grande do Sul, Rondônia, and regions of the States of the Amazonas and Mato Grosso IN should be published in this Wednesday’s Official Journal of the Union (12) and will be valid on September 1

The measure brings Paraná closer to international recognition by the World Animal Health Organization (OIE). The Ministry of Agriculture, Livestock and Supply should formalize the request to the OIE this month, and the expectation is that the entity will chance the new condition in May 2021.

With this, the sector will ensure the opening up of new markets and attract investments with the enhancement of pig chains, fish, chicken, milk and cutting bovine livestock.

DOUBLE EXPORTS – International health status will allow Paraná to almost double exports of porcine meat, for example, from the current 107 thousand tons to 200 thousand tons per year. This can happen if the state conquers only 2 % of the potential market, led by Japan, Mexico and South Korea, who pay more for the product with recognized health quality.

UPDATE – Since October 2019, the use and marketing of foot-and-mouth disease vaccine in Paraná has been prohibited. The vaccination campaign, which happened twice a year, was replaced by the herd update campaign, which started on May 1th of this year and, due to the pandemic, will extend until November 30 The registration is mandatory to ensure traceability and sanity of the herd.

INFORMATION FROM AEN

Translated

 


Fonte: Prefeitura de Missal

você pode gostar também

Deixe uma resposta

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

%d blogueiros gostam disto: