}

Com preços recordes, produtor de arroz se anima e área pode crescer em 2020/21

0 7

As cotações recordes do arroz em casca devem estimular produtores a aumentarem a área na próxima temporada, segundo informações do Cepea. De 31 de agosto a 8 de setembro, o Indicador do arroz ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, com pagamento à vista, registrou expressivo aumento de 10,8%, fechando a R$ 104,17/saca de 50 kg nessa terça-feira, dia 8 – renovando seu recorde real histórico da série do Cepea (deflacionada pelo IGP-DI de agosto/20). Pesquisadores do Cepea afirmam que as altas seguem atreladas à demanda aquecida. Vale lembrar que orizicultores ainda avaliam os custos e receitas, assim como a perspectiva para o período de comercialização em 2021, para efetivamente decidirem a área a ser destinada ao cereal. Especificamente no Rio Grande do Sul, maior estado produtor de arroz, a área a ser semeada deve crescer 3,5% frente ao ano-safra anterior, podendo chegar a 969,2 mil hectares na temporada 2020/21, segundo informações do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) divulgadas em 3 de setembro.

Assine a nossa newsletter
style="display:block" data-ad-client="ca-pub-2316676654170225" data-ad-slot="5326555822" data-ad-format="link" data-full-width-responsive="true">

Fonte: Assessoria

você pode gostar também

Deixe uma resposta

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

%d blogueiros gostam disto: