}

Brasileiro Feminino A-1: Grêmio vence atual campeã Ferroviária e entra no G-4

0 5

Mais um final de semana emocionante para o Brasileiro Feminino A-1. Neste sábado (05), três partidas deram início à sétima rodada da competição. O destaque ficou com as Gurias Gremistas, que chegaram à sua terceira vitória consecutiva ao derrotar a Ferroviária por 1 a 0, na Fonte Luminosa, em Araraquara (SP).

Agora, as gaúchas estão em terceiro lugar na tabela de classificação, empatadas com o líder Santos e vice Corinthians, com 15 pontos. A Guerreiras Grenás vivem o oposto: sofreram a terceira derrota seguida na competição e desceram uma colocação, assumindo a quinta posição.

O jogo

Assine a nossa newsletter


O Grêmio entrou em campo determinado a sair com os três pontos. A primeira situação de perigo veio logo aos 10 minutos com um chute forte de Pri Back do meio de campo. Mas a goleira Luciana estava atenta e fez uma bela defesa para as donas da casa. Com uma marcação forte, o Grêmio neutralizou as ações da Ferroviária no setor central e conseguiu dominar a partida no primeiro tempo.

A equipe treinada por Patricia Gusmão ameaçou várias vezes a meta adversária. Mas só aos 45 minutos da etapa inicial o marcador foi aberto. Depois de um lançamento de Mariza, Gisseli Mariano chegou com atitude na área e driblou Luciana para abrir o placar.

Na segunda etapa, a atual campeã do Feminino A-1 colocou a prova o sistema defensivo do Grêmio e cresceu no jogo. Quem mais ameaçou foi foi Sochor, que tentava buscar um gol de empate. Mas os esforços grenás foram em vão e a vitória ficou mesmo com o Tricolor.

Com pênalti perdido, Minas Brasília fica no 0 a 0 com o Audax


O primeiro jogo do dia foi marcado por equilíbrio técnico e pouca criatividade no 0 a 0 entre o Audax e Minas Brasília, no estádio José Liberatti, em Osasco (SP). O Audax, time da casa, buscava conquistar sua primeira vitória e, finalmente, pontuar na competição.

Logo no primeiro minuto de jogo, Priscilla criou uma situação de perigo pelo lado esquerdo, mas foi interrompida pela marcação do Minas Brasília. O restante da primeira etapa foi bastante truncado, com inúmeros erros de passe que dificultavam a criação das equipes. A grande chance de abrir o marcador veio com o Minas no segundo tempo, quando Bruna Pelé tentou driblar a marcação e foi derrubada pela goleira do Audax. Foi marcado o pênalti. Mas Isa cobrou à meia altura na direção da arqueira Michele, que não teve dificuldades para fazer a defesa.

O time do Distrito Federal ainda conseguiu levar perigo algumas vezes. Aos 23 minutos, Bruna Pelé chutou cruzado, mas a bola parou nas mãos de Michele. Depois, aos 45, Suzana invadiu a área, desviou da zaga, chutou para o gol e, novamente, a goleira do Audax estava lá e espalmou a bola para a linha de fundo. 

Com esse empate, as meninas do Audax conquistaram seu primeiro ponto na competição, mas continuam na zona de rebaixamento na 14° posição. Já o Minas Brasília alcançou 7 pontos e precisa torcer para o Flamengo não pontuar amanhã, contra o Iranduba, para continuar na 12° colocação.



Audax-SP e Minas Brasília ficaram no 0 a 0, no José Liberatti, em Osasco (SP)

Créditos: Jorge Luís/Audax

Domínio Colorado no Barradão


Encerrando o sábado de jogos, Vitória e Internacional entraram em campo no Barradão com objetivos diferentes. As donas da casa buscavam pontuar pela primeira vez, enquanto as Gurias Coloradas aspiravam se aproximar do topo da tabela. Desde os minutos iniciais foi possível notar um Inter ofensivo e determinado em sair vencedor. E assim o fez, com um tranquilo 3 a 0 no Barradão.

Aos 24 minutos, Naná se livrou da marcação e finalizou para a defesa da goleira do Vitória. Logo em seguida, Julia mandou a bola na área e Laryssa chutou em cima da arqueira Rubro-Negra. Foram várias tentativas até que, aos 39 minutos, Mari cobrou escanteio e Ari cabeceou para o fundo da rede, abrindo o placar. 

As Gurias Coloradas voltaram do intervalo no mesmo ritmo de jogo, criando oportunidades, porém, diferente do primeiro tempo, as finalizações tiveram mais sucesso. Logo aos 3 minutos o placar foi ampliado com um golaço da Jheni, que, no rebote, disparou para o gol por cima da goleira Yanne. O Vitória continuou sem exibir reação e com muita dificuldade de sair do campo defensivo, dando facilidade para Bruninha fechar o placar aos 25 minutos batendo de primeira para o gol. 

Com esse resultado, o Vitória segue na zona de rebaixamento como vice lanterna, sem pontuar ou fazer gols. A Ponte Preta segue atrás devido ao número de gols sofridos. Já as Coloradas voltam para Porto Alegre com três pontos a mais, em quarto lugar.

Fonte: Assessoria CBF

você pode gostar também

Deixe uma resposta

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

%d blogueiros gostam disto: