}

Athletico Paranaense 1 x 1 Botafogo: cariocas e paranaenses saem de campo com mais um ponto somado no Brasileirão

0 5

Athletico Paranaense e Botafogo ficaram no 1 a 1, em duelo que abriu a nona rodada do Brasileirão Assaí nesta quarta-feira (9). Na Arena da Baixada, Victor Luis, de pênalti, abriu a contagem para o Glorioso, enquanto Ravanelli empatou para o time da casa.

+Confira o complemento da rodada do Brasileirão!

Com o resultado, o Furacão chegou aos oito pontos e segue na 16ª posição. Já a equipe carioca tem nove pontos, um jogo a menos na competição e ocupa o 15º lugar.

Assine a nossa newsletter

O jogo

O Athletico começou dando as cartas na Arena da Baixada. E, logo no primeiro minuto, Fabinho entrou na área e bateu bonito para defesa de Diego Cavalieri. O time da casa teve o controle das ações, com mais posse de bola e marcação alta, mas não conseguiu transformar o domínio em bola na rede. Em raro momento de contra-ataque, Nikão, aos 24, teve boa chance e mais uma vez o goleiro alvinegro segurou o 0 a 0. Na sequência, Léo Cittadini foi quem assustou para o Furacão. Após cruzamento de Márcio Azevedo, o meia dominou de costas para a meta, girou e bateu, mas viu o arremate passar tirando tinta da trave. Do lado carioca, Bruno Nazário, aos 43, chegou a marcar, mas teve o gol anulado por impedimento.

Depois da conversa nos vestiários, o Botafogo voltou melhor para o segundo tempo. Mas as chances demoraram para acontecer. Aos 28, Rhuan deu passe açucarado para Bruno Nazário, o camisa 10 saiu de frente para a meta, mas mandou em cima do goleiro adversário. No minuto seguinte, Rentería arriscou de longe e parou em Santos. Já aos 31, Rhuan sofreu falta dentro da área. Com a bola na marca da cal, Victor Luis fez a cobrança de manual: bola para um lado, goleiro para o outro e placar aberto em Curitiba. O lateral do Glorioso quase fez o segundo dele no jogo, aos 41, mas de novo Santos fez a defesa.

Na base do tudo ou nada, o Furacão foi para cima. E em menos de dez minutos em campo, Ravanelli igualou o marcador. Geuvânio recebeu na direita e tocou para o camisa 14 chegar batendo de primeira: 1 a 1. O empate deu emoção aos minutos finais do confronto. O Athletico teve a chance da virada em cobrança de pênalti, mas Nikão mandou para fora, aos 48, enquanto o Botafogo assustou em cabeçada de Benevenuto. No último lance da partida, Geuvânio levou o Rubro-Negro ao ataque e carimbou o travessão. E o 1 a 1 permaneceu no placar.

Fonte: Assessoria CBF

você pode gostar também

Deixe uma resposta

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

%d blogueiros gostam disto: