Portal Blog do Lago
Informação de qualidade na Tríplice Fronteira

Programa Pró-Peixe de STI é exemplo positivo de diversificação da propriedade

0

O Programa Pró-Peixe é um dos exemplos de iniciativa do governo municipal de Santa Terezinha de Itaipu, que foi ampliado por meio da lei nº 1806/2019, aprovada pelos vereadores e sancionada pelo prefeito Cláudio Eberhard, que oferece atendimento ao homem do campo nas mais diversas áreas.

A finalidade deste programa é atender aos produtores rurais mediante incentivos e ações voltadas à implantação de novos açudes, limpeza dos já existentes e drenagem de valas, diversificando a atividade no município. O exemplo prático pode ser conferido na propriedade do produtor Vilson Puhl, localizada na comunidade São José, onde são realizados serviços de limpeza, drenagem, reforço das taipas e ampliação de açudes.

Programa Pró-Peixe de STI é exemplo positivo de diversificação da propriedade 1
Vilson Puhl

Para o produtor, o trabalho realizado pela administração municipal, através da Secretaria de Agropecuária e Meio Ambiente é fundamental para manter a atividade. Ele mantém em sua propriedade quatro tanques com 27 mil m² de lâmina d’água, com capacidade para 150 mil alevinos e uma produção total de 130 toneladas de peixes a cada oito meses. “Temos um gestor municipal que tem bons olhos para o produtor rural. Sem esse apoio não seria possível termos melhorias nas condições de criação, pois os investimentos são muito altos”, destacou ao citar que o programa atende todas as áreas, desde a ampliação e limpeza de açudes, passando pela adequação de estradas e conservação de solo. “Só tenho a agradecer”, afirmou.

Para o secretário da pasta de Agropecuária e Meio Ambiente, Paulo Sérgio Ruppenthal, as ações buscam atender o produtor para que ele possa se fixar no campo e diversificar sua propriedade. “A lei foi ampliada em 2019 para que pudéssemos atender ao produtor com mais horas máquinas. Todo incentivo acaba por gerar maior produção e renda ao produtor e, consequentemente, maior volume de nota do produtor é emitida. Por fim, volta em mais benefícios aos agricultores”, finalizou.

Os trabalhos são realizados em parceria com a Secretaria de Obras e Serviços Públicos.

Texto e fotos: DCSTI