Moradores de STI recebem cronograma 2020 da coleta seletiva

0 5

Teve início na manhã desta sexta-feira, 27, a entrega dos cronogramas de coleta de resíduos de inservíveis (móveis, madeiras, galhos e folhas) e, da coleta seletiva para 2020. Além das tabelas em que constam as regiões e o período da semana em que passam as coletas, cada residência domiciliar e comercial recebeu uma bolsa para armazenar os materiais recicláveis.

Na bolsa, também é possível depositar o óleo de cozinha usado, desde que devidamente armazenado em garrafa PET. O cronograma de entrega segue até a próxima segunda, 30, percorrendo todos os bairros da cidade.

“Se hoje somos referência, o motivo é o engajamento de cada morador que, cada vez mais, está consciente da necessidade e dos benefícios em separar o lixo orgânico do reciclável”, avaliou o secretário de Agropecuária e Meio Ambiente, Paulo Ruppenthal. A coleta é feita pelos membros da Associação dos Catadores de Resíduos Recicláveis e ou Reaproveitáveis de Santa Terezinha de Itaipu (Acaresti).

Para Cedeni Ávila da Luz, moradora do bairro Santa Mônica, a separação doa materiais já virou rotina. “Já não consigo mais jogar o lixo em um mesmo recipiente. Preciso separar. É tão rápido e prático, sem contar que estamos ajudando várias famílias”, disse ela ao receber sua nova bolsa com o cronograma de coleta para 2020.

Em números – Hoje, 120 toneladas de materiais recicláveis são geradas por mês em Santa Terezinha. Apenas, 10% dos materiais que chegam na Acaresti não são recicláveis devido à má separação. Noventa por cento dos recicláveis gerados no município são recolhidos e processados pela associação.

Atualmente, 55 famílias ganham seu sustento a partir da separação correta dos materiais vendidos pela Acaresti. A média de salário de cada agente ambiental chega hoje a R$ 1.700,00.

Vale ressaltar, que desde dezembro de 2018, toda demanda de energia consumida no espaço desenvolvido pela Acaresti, provém da energia solar.

O espaço está aberto para você deixar sua opinião.