Revisão de férias: confira dicas para viajar de carro com mais segurança

0 4

O período de férias chegou e muitos se preparam para curtir dias de descanso e lazer com a família e amigos. Quem vai viajar de carro deve ficar atento e se programar para fazer o check-up do veículo para evitar surpresas no meio do caminho e garantir a segurança dos ocupantes na estrada. Quando se fala em revisão e manutenção preventiva, o sistema de freio tem fundamental importância. A Cobreq, marca da TMD Friction, maior fabricante de pastilhas de freio do mundo, preparou algumas dicas com itens que devem ser checados antes da viagem.

O sistema de freios é composto por diversos componentes como pastilhas, discos, sapatas, tambores e fluido de freio. Raulincom Borges da Silva, coordenador de assistência técnica da TMD Friction, diz que o uso constante dos freios resulta no desgaste natural das peças e por isso a recomendação é verificar a condição das mesmas para garantir a eficiência da frenagem.

Fluido de freio

É preciso checar o nível do fluido e, caso esteja abaixo do mínimo, é necessário verificar se há vazamentos. Também é recomendado fazer a inspeção no sistema de freio, já que isso pode indicar desgaste natural das pastilhas de freio. Outra orientação é consultar o prazo de validade e troca do fluido conforme a indicação do fabricante do veículo que consta no manual do proprietário, lembrando que o líquido não deve ser completado e sim substituído. O coordenador reforça que o fluido tem ação primordial no processo de desaceleração do veículo e não pode ser ignorado.

Pastilhas de freio

Sem as pastilhas, o veículo simplesmente não freia. Os componentes são responsáveis pela ação necessária para parar o movimento de rotação das rodas do veículo. Por isso, antes de viajar, cheque se não estão desgastadas ou com algum ruído estranho. A espessura útil do material de atrito das pastilhas com o disco de feio não pode ter menos de 3 milímetros. É importante lembrar também que elas não devem ser lixadas quando sua superfície está com aspecto vitrificado, o mais indicado mesmo é fazer a troca. Quando realizada a substituição dos itens, o motorista deve evitar frenagens muito bruscas nos primeiros dias.

Freios a tambor

Ainda amplamente utilizado nas rodas do eixo traseiro, o sistema conta com itens como tambor, sapatas com lonas, cilindros, molas e alavancas. Os componentes devem trabalhar em conjunto. As sapatas de freio, por exemplo, têm o papel de afixar as lonas e pressioná-las contra as paredes internas do tambor quando o freio é acionado. Quando desgastadas, as lonas podem comprometer a frenagem, por isso o ideal é efetuar a troca assim que a situação for identificada. Ruídos e dificuldades em frear ou manter o veículo parado por meio do freio de mão podem ser indícios de problemas.

Discos e tambores de freio

Os discos e os tambores de freio também não devem exceder a espessura abaixo da mínima especificada pelo fabricante do veículo. Isso pode ocasionar sérios problemas, já que durante a frenagem o componente precisa estar em boas condições para enfrentar altas temperaturas e esforços mecânicos extremos. O uso do componente com espessura abaixo do limite pode provocar superaquecimento, empenamentos, trinca ou até mesmo quebra.

Outros itens importantes como pneus, sistema elétrico e filtros devem ser checados na revisão. É preciso verificar se lanternas, faróis, luz de ré, setas e pisca alerta estão funcionando de forma adequada. Os equipamentos de segurança como triângulo, macaco e chave de roda também devem estar em bom estado, assim como os pneus e estepe. A condição das palhetas dos limpadores de vidro e do desembaçador deve ser observada antes de pegar a estrada.

Assessoria

O espaço está aberto para você deixar sua opinião.


Notice: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/blogdolagocom/public_html/index.php on line 14