Câmara de Foz autoriza contratação de 275 novos profissionais para escolas e CMEIs

0

 

A abertura de novas vagas na área da educação foi assunto discutido e votado na sessão da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu nesta quarta-feira (26). Para o cargo de Professor Nível I (20h) o projeto prevê ampliação de 150 vagas, totalizando 1980. Para professor de educação física- Nível II (20h), a ampliação é de 75 vagas, totalizando 135. Para Professor de Educação Infantil (40h) a ampliação prevista é de 50 vagas, totalizando 600.

As vagas para Professor de Educação Infantil têm por finalidade suprir demanda de abertura de salas nos centros municipais de educação infantil – CMEI´s e também a demanda de profissionais com a abertura de novos estabelecimentos. Segundo a Prefeitura, a necessidade de criação de vagas para o cargo de Professor Nível I se deve ao fato do vencimento do Processo Seletivo Simplificado (PSS) que tem prazo determinado, o que inviabiliza a hora atividade e pode vir a comprometer a qualidade do ensino.

Investimentos na educação

O líder do Executivo na Câmara, vereador Rogério Quadros (PTB), foi à tribuna explanar a respeito da matéria. “Vemos o esforço dos profissionais da educação e sabemos que educação é investimento. O projeto criando as vagas vem ao encontro do que é debatido há dois anos pelo Sinprefi. A Câmara sempre trabalhou no sentido de dar condições de trabalho aos profissionais de ensino”, afirmou.

“Nós participamos da construção do projeto, parabenizamos o Executivo por atender às reivindicações do Sinprefi. Com esse número de vagas é possível que seja atendida a questão da hora atividade e contemplará a luta de vocês há muito tempo”, lembrou o vereador Elizeu Liberato (PR). “Sabemos que educação é prioridade. Tínhamos uma deficiência grande de profissionais de educação física”, observou o vereador Anderson Andrade (PSC).

“Nossa preocupação é sempre levar educação, saúde e segurança de qualidade. Então ressaltamos o papel da Câmara neste trabalho”, ressaltou o parlamentar Jeferson Brayner (PRB).

Setor requer mais avanços

Marcio Rosa (PSD) informou que “a Secretaria de Educação de Foz tem cerca de 2600 servidores e ainda é deficitário. Tudo que é positivo e um avanço precisa acontecer. Enquanto tivermos uma nação que coloca teto de gastos na educação a gente não vai crescer. A escola é espaço de reflexão, estudo, crítica, cobrança. Como é possível falar em educação sem falar em política? Como não vou falar da história?, questionou.

A Presidente do Sinprefi, Marli de Queiroz, presente durante a votação do projeto, afirmou que “esse é um passo importante, mas ainda não é o suficiente para suprir a demanda. As escolas de grande porte não são atendidas em sua totalidade com essas vagas”. Com aprovação da matéria, projeto segue para sanção do prefeito Chico Brasileiro.

Leia a matéria completa no Portal da Cidade clicando aqui!

Leave A Reply

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. AcceptRead More