Como lidar com o comportamento invasivo de pessoas em relação à nossos cães?

16

Fonte: Canal do Youtube de Educação Canina Comportamento & Adestramento

16 Comments
  1. Vanessa Schafer says

    Olá Raquel! Eu tenho uma vira lata de 2 anos e minha sogra uma de 6 meses, elas vivem dentro de casa mas a minha comigo e a da minha sogra com ela. No começo as duas se davam super bem, levo a minha nos finais de semana na casa da minha sogra, mas teve um dia que a minha vira lata começou a rosnar e querer morder a vira lata da minha sogra e desde então ela não aceitou mais a outra. O que eu posso fazer para reaproximar as duas para que elas voltem a brincar como quando a mais nova tinha em torno de 2 ou 3 meses. Obrigada pela atenção desde já!

  2. Neg says

    Moça você conhece o Peter Caine treinador de cachorros de NY?

  3. Ana Augusta Esper Borges says

    Boa noite Raquel! Estou aprendendo muito com seus vídeos, este especialmente pois, tenho uma Chow Chow de 14 meses, e desde que eu trouxe ela para casa com 71 dias me falaram que eu tinha que socializa-la desde cedo para que ela não ficasse agressiva, que é um problema desta raça. Então, a socializei desde novinha e quando comecei a passear com ela na rua sempre deixei ela cheirar outros cachorros, deixei pessoas passarem a mão nela, tudo isso achando que estava fazendo o certo. Esse vídeo foi um tapa de luva pois agora estou com problema dela puxar a guia. Já duas vezes ela me puxou tão forte para perseguir passarinho que foi por pouco não ter me machucado feio. Nesse tempo comecei a assistir seus vídeos com o intuito de corrigir a reatividade dela na guia e me obedecer. Comprei a guia unificada da k9, mas achei muito fina, no entanto, sai com ela pela primeira vez com essa guia e já ajudou muito! Pela primeira vez ela andou ao meu lado e só do lado esquerdo! Mas essa guia deu muito nó no pêlo dela que foi difícil para tirar do pescoço. Enfim, te pergunto se ainda consigo corrigir o meu erro e fazer com que ela aprenda a caminhar comigo!? Tento dar grão de ração para parabenizá-la quando acerta mas ela não quer a ração, assim só falo "muito bem" e faço carinho. Tem alguma outra guia melhor e acessível que eu possa usar? O que mais posso fazer para que tudo fique bem na caminhada? Te agradeço imensamente e Deus continue te abençoando para que possamos continuar nos beneficiando com seus ensinamentos, uma vez que hoje está muito difícil de encontrar pessoas fora da linha do politicamente correto também no treinamento de cães onde defendem que o cão deve cooperar conosco, que não há mais liderança e etc. Isso só nos prejudica e nos deixa desorientados em fazer o que realmente é o certo para que tenhamos cães equilibrados. Obrigada.

  4. Tereza Criatina says

    Raquel por favor me responde rsrs
    Tenho um husky siberiano de 6 meses ele sempre foi bem socializado desde filhote se dar bem com todos mais recentemente estávamos em um parque e outro husky rosnou pra ele e ele revidou rosnou tbm e comecou uma briga, nesse caso o que eu devo fazer para ele não ser agressivo ???
    Por favor me responde 🙏🙏

  5. Juan Carlos says

    Novamente parabéns por mais um vídeo brilhante.

    Há algum tempo atrás enviei uma pergunta (e fui respondido) sobre como introduzir dois cachorros ( meu schnauzer de 1 ano e a husky da minha noiva de 6 anos). Estou aqui para dar um feedback.

    Faltam exatos 15 dias para o meu casamento, ao longo do último mês fizemos um intenso trabalho de gerenciamento de espaço com os cachorros, testamos nossas rotinas e ficou tudo na mais perfeita paz.

    Caminho com ambos os cães às 04:30, por 30 minutos, enquanto me arrumo ficam soltos juntos pelo apto.
    Minha noiva fica com eles, quando ela sair pra trabalhar (depois de mim) o schnauzer fica na caixa de transporte na sala e a husky no quarto de empregada. Por volta de 4h depois eu chego, treino o schnauzer por 15 minutos e vou trabalhar (em casa).
    Ao final da tarde dou mais um passeio de 40 minutos aproximadamente, deixo cada um no seu lugar, vou dar aula e mais ou menos 1h depois minha noiva chega.

    Enfim, assim ficou muito bom, o schnauzer que é o mais agitado tem ficado muito bem.

    Pois bem, o meu grande problema tem sido a husky, que tem um excelente comportamento ela tem características de ser dominante e uma ótima líder, costuma, de alguma maneira, acalmar todos os cães que tentam enganar com ela (desde novinha), mas que apesar de todas as qualidades, ela é um desafio para testes de obediência: tem pouco interesse por comida e afeto, ‘mesmo quando oferecemos frango (que ela gosta muito) ela é um pouco resistente. Eu reconheci a minha incapacidade de treinar obediência com ela, mas continuo mantendo uma rotina controlada e consistente com ela.

    Tentei chamar ajuda profissional, mas todas as minhas tentativas foram decepcionantes: um quando chegou já me recriminou por usar a prong collar com o pequeno, o outro gritava e usava um tom meio agressivo com o cão (não gostaria de ter que gritar para ela me obedecer), o outro era 100% positivo… além de que todos condenam o uso de coleiras eletrônicas que por enquanto eu só uso a antilatidos (a mini educator chega no dia do casamento). Enfim, eu gostaria de saber se você tem alguma dica de come lidar com essa dominância dela ou se tem alguma indicação de profissional aqui pelo Rio.

    Att. Juan

  6. Felipe Viana says

    Ótimo vídeo. Parabéns

  7. Luthiel says

    Estou maratonando seus vídeos! São ótimos, muito obrigada pelo conhecimento!
    Gostaria de sugerir um tema, se for possível! Poderia fazer um vídeo sobre cachorros que sofreram maus tratos?
    Seria super legal, principalmente para o pessoal que pensa adotar cachorros mais adultos! 🙂
    Estou com uma cachorra com aproximadamente 2 anos, que apanhou muito de um homem. Agora ela uma cachorrinha extremamente medrosa e reativa com homens.
    Ela está melhorando muito com as suas dicas!

  8. Leo JC #FEOlist says

    Many thanks!!! 😙😙😙

  9. Dipe Alsi says

    Akita e Chow Chow! 👀

    Ótima pergunta , ótima resposta!!!

    Obg Raquel 🙌

  10. Maura Goto says

    Hoje mesmo eu estava passeando com a cachorra da minha vizinha que é bem velhinha e cega e surda. Veio um cachorrinho e eu já avisei de longe para não deixar chegar perto e a mulher ficou indignada e ainda perguntou o porquê como se achasse que eu não estivesse agindo certo… affffff… claro, simpaticamente eu disse que ela se assusta. Mas, realmente e infelizmente, muita gente não sabe desses limites.

  11. Rodrigo Figueira says

    Tenho um husky siberiano e já passei muito por esse problema. Hoje a caminhada é bem diferente, também faço igual a você, evito olhar para as pessoas e me finjo de surdo. Geralmente resolve.

  12. Carla Dias says

    Bom dia! Obrigada por me responder!
    Eu estava fazendo o contrário por achar que é preciso socializar a Charlotte.
    Muito obrigada mesmo.

  13. katia silva says

    Graças a vc, meu cão está em "eterno" treinamento durante os passeios. Repito sempre a frase que vc fala:" desculpe, mas meu cachorro está em treinamento". Ele já vai fazer 2 anos. É por aí. Abç.

  14. Rafael Torres says

    Raquel, bom dia!
    Porque um cão saudável, sem nenhum machucado nas patas, fora do período de cio…enfim, saudável. O chão não está quente, o sol não está incidindo com força, cenário ideal para o passeio, penso. Mas porque o cão em alguns dias pode "não querer passear"? A minha akita, em alguns dias ela se recusa a fazer nosso trajeto diário. Penso que é relacionado a dominância. Agradeço se puder me ajudar a entender esse comportamento.
    Ah! o que eu faço quando isso acontece, é que eu chamo ela para "junto", ela parece recusar, vem bem lentamente e quando percebe que não terá escolha, continua o passeio normalmente.

  15. Dijm Dijm says

    Bom dia, de Portugal, Parabéns e força!

  16. nascimento says

    Excelente abordagem Raquel parabens

Leave A Reply

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. AcceptRead More