Ciudad del Este pode se transformar em cidade universitária

0

Representantes educacionais de Ciudad del Este apresentaram um projeto ao Conselho Municipal da cidade pedindo a transformação do município em Cidade Universitária, Polo Acadêmico e Regional, além de Polo Econômico e Cultural. O grupo pede ainda a regularização das Universidades com a Agência Nacional de Avaliação do Ensino Superior (ANEAES) e CONES (Conselho Nacional de Educação Superior).

O projeto foi apresentado por Rigoberto Chamorro, Alcides Ramírez e José Luis Guggiari durante uma audiência pública do Conselho Municipal. O argumento apresentado pelos propositores é de que, segundo dados levantados, Ciudad del Este contabiliza entre 15 e 20 mil estudantes brasileiros que cursam as Universidades do Município, principalmente a faculdade medicina.

Para Ramírez, esses número expressivos de estudantes significa um movimento importante quanto a arrecadação do município e por esse motivo é necessário melhorar as condições para que CDE se converta em uma cidade universitária, polo acadêmico, econômico e cultural.

Entre as propostas apresentadas no projeto estão a construção de um Hospital Escola, que poderia ser financiado pela Itaipu Binacional, que fosse administrado pela Universidade Nacional del Este, melhorias na Biblioteca Municipal, com adequação arquitetônica e ampliação do atendimento para 24 horas, além de melhorar a conexão de internet. A proposta também estabelece que as universidades estejam adequadas as exigências acadêmicas, administrativas e legais.

Os propositores também indicaram a criação da Secretaria de Assistência ao Estudante, como o objetivo de facilitar a regularização da situação de residência dos estudantes junto as instituições estatais. O projeto foi encaminhado para as comissões para ser analisado. Os reitores e decanos da Universidade Nacional del Este foram convocados para uma reunião onde o assunto deverá ser tratado. Para Ramírez, trata-se de um projeto cidadão que busca aproveitar as condições atuais para regularizar e otimizar diversos serviços da cidade.

Fonte: La Clave

Leia a matéria completa na Rádio Cultura Foz clicando aqui!

Leave A Reply

Your email address will not be published.