Take a fresh look at your lifestyle.

Avenida das Orquídeas será prolongada até o Parque de Exposição e Eventos em STI

O projeto integra o Anel Viário do Município e ligará a Avenida das Orquídeas ao Parque de Exposições e Eventos.

0

No mesmo dia em que assinou as ordens de serviço para mais seis etapas do Programa Tapete Preto, o prefeito de Santa Terezinha de Itaipu Cláudio Eberhard anunciou as obras de prolongamento da Avenida das Orquídeas.  O prolongamento da Avenida sairá da BR 277 no Bairro Santa Mônica e se estenderá até a Avenida Gabriel Hoepers no Parque de Exposições e Eventos de Santa Terezinha de Itaipu.

A obra de prolongamento da Avenida das Orquídeas terá 11.215, 50 M² e compreenderá 654 m de extensão com 10. 043,46 M² de pavimentação asfáltica, meio fio, ciclovia, calçadas em paver e galeria pluvial. Serão investidos mais de R$ 2,2 milhões com recursos do Governo do estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (SEDU).

O projeto de prolongamento da Av. das Orquídeas integra o Anel Viário do Município, destinado a desviar o trânsito de caminhões e máquinas pesadas com mais segurança e evitando acidentes. Para o prefeito Cláudio Eberhard, todas estas obras permitirão melhor fluxo de veículos, ciclistas e pedestres, além de permitir uma nova dinâmica no transporte coletivo entre Santa Terezinha de Itaipu e Foz do Iguaçu, diminuindo o tempo do trajeto, além disso, a obra irá proporcionar maior mobilidade e segurança à população, além de reduzir drasticamente o número de acidentes preservando a vida das pessoas.

VIADUTO

Juíza de Direito Camila Scheraiber Polli da 2ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, concedeu na última segunda-feira (17/06) prazo de 5 dias ao Estado do Paraná para que procedesse a conclusão do processo licitatório do viaduto, suspenso indevidamente há mais de ano.

A ordem judicial ocorreu após cobrança do prefeito Cláudio na capital do Estado que, inclusive teve audiência com o Secretário de Estado de Infraestrutura e Logística Sandro Alex, colocando a relevância da obra e solicitando providências.

“Nesse período que o processo licitatório do viaduto estava suspenso, a equipe técnica do Município sempre buscou providências e esta decisão do judiciário renova a expectativa para o início das obras num curto espaço de tempo”, comemora Eberhard.

Matéria/foto: DECOMSTI

Leave A Reply

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More