Fã processa Madonna por atrasar início do show

0

“Há uma coisa que têm de saber. E é que uma rainha nunca chega atrasada.”

A frase, que Madonna quis publicitar para todos os seus seguidores no Twitter, onde este sábado postou um vídeo a dizê-la, foi entendida como resposta a alegadas vaias do público num concerto em Las Vegas esta semana, que estando marcado para as 22.30 começou duas horas depois, já após a meia-noite. De acordo com o que tem sido noticiado, está a tornar-se comum a cantora fazer esperar os espetadores na sua tour no álbum Madame X.

E alguns não estão dispostos a aceitar isso. É o caso de Nate Hollander, que em agosto gastou 1024,95 dólares (cerca de 930 euros) em três bilhetes para o concerto de 17 de dezembro em Miami (Florida), marcado para as 20.30. A 23 de outubro, foi anunciado que afinal o espetáculo começaria às 22.30, mas não se ofereceu um reembolso a quem não quisesse assistir tão tarde.

Considerando que pela mudança de hora os bilhetes perderam valor e portanto vendê-los implica prejuízo, Hollander deu entrada de um processo contra a cantora e Live Nation, a promotora do concerto, por “quebra de contrato”.

O processo alega que “as pessoas que compraram bilhetes têm de trabalhar e ir à escola no dia seguinte [17 de dezembro é uma terça-feira], o que os impede de assistir a um concerto que deverá acabar perto da uma da manhã” e que Madonna e a promotora “sabiam ou deviam saber que os concertos em causa não começariam às 20.30” pelo facto de que a cantora estar sistematicamente a chegar atrasada. Hollander exige uma indenização, mas não foi revelado qual o valor.

Nem Madonna nem a Live Nation fizeram até agora qualquer comentário sobre o assunto [para lá da citada publicação da cantora no Twitter].

A cantora tem oito concertos marcados para Lisboa, no Coliseu dos Recreios, de 12 a 23 de janeiro, no arranque da tournée Madame X na Europa. A hora de início dos concertos está aprazada para as 21.30. Os valores das entradas vão de 400 euros – para as “cadeiras de orquestra”, em frente ao palco -, até 75 euros, na galeria.

Leia a matéria completa no site DN clicando aqui!

Leave A Reply

Your email address will not be published.