STI reúne 13 municípios para capacitação do SIPIA

0

Conselheiros tutelares e representantes das secretarias de Assistência Social de 13 municípios da região estão em Santa Terezinha de Itaipu para participar da capacitação do Sistema de Informação para Infância e Adolescência (SIPIA). A abertura aconteceu na manhã de terça-feira, 29, na Escola do Trabalho, local que irá reunir os técnicos de cada município, até esta quarta-feira, 30.

O aprendizado sobre a inserção das informações no sistema, possibilita a geração de dados e estatísticas que tornam possível o mapeamento da condição em que se encontram crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. O SIPIA é um mecanismo que vem para respaldar o trabalho do conselheiro, possibilitando que sejam gerados relatórios que irão subsidiar ações no combate das violações de diretos praticados contra a criança e ao adolescente.

A abertura foi prestigiada pelo prefeito Cláudio Eberhard; o promotor de Justiça da Vara de Infância e Juventude de Foz do Iguaçu, Fernando de Paula Xavier Junior; a diretora do Departamento de Políticas Públicas para Crianças, Adolescentes e Idosos da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Ângela Mendonça; o coordenador técnico Nacional do SIPIA, Antônio Cláudio Lima da Silva; o chefe do escritório da Sejuf em Foz, Claudecy Ferreira; o presidente da Associação de Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares do Paraná (ACTEP), Márcio Rosa, além de autoridades e lideranças do município.

“Sediarmos a descentralização dessa capacitação é muito gratificante. É preciso acompanharmos a evolução de cada ciclo e obtermos a sintonia dos dados. Hoje não existe mais a informação centralizada em uma única pessoa. Os novos tempos pedem transparência, informação compartilhada e dados reais”, ressaltou o gestor municipal.

Para Ângela, o encontro de capacitação em Santa Terezinha de Itaipu representa uma conquista. “É preciso sair da capital e conhecer de perto as realidades que existem nas regiões de nosso estado. O olhar com novos olhos para a realidade é uma necessidade e estamos dispostos a fazer essa transformação”, disse, ao acrescentar, que “o curso é um novo modelo de capacitação que deve ser absorvido da melhor forma possível”. Entre vários pontos, a diretora da Sejuf abordou a importância dos conselhos na consolidação da democracia e na proteção à infância, bem como as ações da Força-Tarefa Infância Segura (FORTIS).

O fortalecimento dos Conselhos Tutelares e a unificação das informações com base em dados e não em opiniões foram apontados pelo coordenador técnico Nacional do SIPIA como fundamentais. “Precisamos de uma gestão de qualidade. Precisamos descentralizar a informação e fazer chegar cada vez mais nos municípios de nosso Brasil. Sempre levo o Paraná como referência por ser o estado que mais usa o SIPIA”, pontuou.

Municípios – Participarão dessa capacitação, representantes de: Diamante do Oeste, Entre Rios do Oeste, Foz do Iguaçu, Itaipulândia, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Missal, Pato Bragado, Ramilândia, Santa Terezinha de Itaipu, São José das Palmeiras, São Miguel do Iguaçu, Serranópolis e técnicos dos escritórios regionais de Pato Branco.

DC STI – Texto e fotos

Leave A Reply

Your email address will not be published.