Portal Blog do Lago
Informação de qualidade na Tríplice Fronteira

Acadêmicos de Chapecó visitam Corredor da Biodiversidade e RPPN em STI

0

Professores e acadêmicos da UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina) visitaram o Corredor da Biodiversidade e RPPN, na manhã sexta-feira (07), acompanhados pelo diretor de Meio Ambiente, Carlos Mioli. Durante a visita, os acadêmicos de Zootecnia puderam conhecer a fauna e flora da região, os trabalhos voltados para preservação do meio ambiente, a importância do Corredor da Biodiversidade e as diversas espécies que vivem no local.

Para professora do curso de Zootecnia, Denise Araújo, a visita proporcionou aos alunos, a união entre a teoria e a prática. “O curso possui uma disciplina que aborda a importância e manutenção dos corredores da biodiversidade, por isso, a visita foi mais que fundamental para unir teoria e prática. Além disso, os alunos, bem como os professores, ficaram maravilhados com corredor da biodiversidade”, destacou.

“Conhecer o corredor faz parte da visita técnica do curso para que possamos entender melhor sobre a parte prática que engloba a manutenção e monitoramentos dos corredores da biodiversidade. Para nós, enquanto acadêmicos, essa visita vai acrescentar e muito na nossa formação”, ressaltou a estudante Fernanda da S. Gomes P. Rigueiro, do curso de Zootecnia da UDESC.

Corredor e RPPN

O Corredor da Biodiversidade Santa Maria é uma área de proteção ambiental que integra na região divisora de águas das bacias dos rios Paraná e Iguaçu, a sexta maior Reserva Natural do Paraná e está ligado à Reserva Particular do Patrimônio Natural criada em 30 de março de 1998 pela Portaria 70/98, do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), reconhecida e declarada como RPPN com área total de 242 hectares, na fazenda Santa Maria.

A RPPN (Reserva particular do patrimônio natural) tem 242 hectares, enquanto que o Corredor Ecológico tem 12 quilômetros de mata ciliar, com 60 metros de largura, interligando o Parque Nacional do Iguaçu à faixa de reserva do Lago de Itaipu e chegando ao Parque Nacional de Ilha Grande.

Foto/Matéria: DECOMSTI