STI emociona ao Lançar 1ª Orquestra de Viola

0

Espaço lotado. Olhares atentos. Coração batendo forte. Esse foi o sentimento do público e dos violeiros que prestigiaram na noite de sexta-feira, 25, em Santa Terezinha de Itaipu, o lançamento da Orquestra de Viola.

No primeiro batido da viola, a emoção falou mais alto e as pessoas foram contagiadas pela emoção de acompanhar por mais de uma hora e meia, as modas que marcaram época. O repertório tocado pela orquestra composta por meninos e meninas, de 13 a 18 anos, incluiu o melhor da música caipira brasileira, além dos hinos nacional e do município de Santa Terezinha e a canção Colonização, música do prefeito Cláudio Eberhard criada para comemorar os 25 anos de emancipação da cidade.

O projeto [que ganharia amantes da música caipira e trilhasse para a formação da Orquestra de Viola da cidade] foi iniciado há três anos, com o Viola Lindeira, iniciativa da Itaipu Binacional com a participação de 29 municípios da região e Instituto da Viola. “Percebemos os nossos talentos e vimos que havia chegado a hora de criar a nossa orquestra”, disse o diretor do Departamento de Cultura, Mário Alarcon.

“Foi uma noite em que o coração bateu mais forte. A emoção tomou conta das pessoas e, o mais importante, vimos que temos grandes talentos musicais. A orquestra é um orgulho para a cidade”, ressaltou o gestor público que se emocionou durante a apresentação. Ele acrescentou que o projeto Viola Lindeira será finalizado por Itaipu em dezembro de 2019, porém alertou que ele é o primeiro a defender a manutenção. “Iniciativas como essa não podem acabar, pelo contrário, precisam de incentivo, de total apoio. A música é uma maneira saudável de tirar a criança e o jovem do celular e mostrar um pouco das coisas boas que a vida pode oferecer”, ressaltou.

O compositor e presidente do projeto Viola Lindeira, Ricardo Denchuskidisse que ficou impressionado com o que viu e ouviu. “Todos são muito focados e dedicados, isso nos enche de alegria e ânimo para ensinar. Com certeza essa orquestra tem um caminho longo pela frente”.

Cristyan Cleiton Fernandes da Silva, idealizador do projeto Viola Lindeira aproveitou o momento para agradecer a administração municipal por abraçar o projeto. “Estou emocionado com o que vi essa noite. Hoje é dia de agradecer a administração municipal por abraçar esse projeto junto com a gente e tornar realidade mais esse sonho que não é só nosso, mas dos alunos também”, pontuou. Segundo ele, Santa Terezinha saiu na frente e é a primeira dos 29 municípios do projeto a montar uma orquestra.

O evento reuniu ainda, autoridades locais, lideranças políticas e equipe de governo.

Emoção – Silvana Mendes Dias não conteve a emoção ao ver o filho entrar no palco. “Parece um sonho poder ver o crescimento do projeto ao longo desses três anos de existência. Como mãe eu não tenho palavras para expressar a emoção que senti quando vi meu filho subir no palco. Fica aqui meu agradecimento aos responsáveis pelo projeto, principalmente a equipe do prefeito Cláudio que trata com tanto carinho as nossas crianças”, disse emocionada

Para Pamela Fontana foi uma noite especial e que ficará marcada na memória para sempre. “Desde pequena minha prima Kauani é apaixonada por viola e tinha o sonho de participar de um grupo como esse. Foi incrível ver que esse sonho foi possível. Tenho certeza que lá do céu a mãe dela está tão orgulhosa quanto eu estou. Essa noite foi dedicada para ela”, resumiu emocionada.

Vanderlei ReymundoZyger, aluno do Departamento de Cultura e integrante da Orquestra de Viola resumiu a noite como “sensação de gratidão”. “Foi emocionante. Eu estava muito ansioso para esse momento, mas deu tudo certo”, finalizou.

DCSTI – Texto e Fotos

Leave A Reply

Your email address will not be published.