Fundação de Saúde Itaiguapy comemora 25 anos neste sábado

0

Quando o Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) foi criado — em 1º de julho de 1979 —, a Fundação de Saúde Itaiguapy ainda não existia.

Foi em 26 de outubro de 1994, que a Itaipu Binacional instituiu a Fundação de Saúde Itaiguapy, entidade de direito privado, sem fins lucrativos e com autonomia jurídica, administrativa e financeira, com a finalidade principal de manter e operar o HMCC.

Originalmente o Costa Cavalcanti só atendia funcionários e dependentes da Itaipu. Em virtude do término das obras da Hidrelétrica, o hospital estava com capacidade ociosa. Com a criação da Fundação, o HMCC passou a prestar serviços para a sociedade iguaçuense, atendendo clientes particulares e de diversos planos de saúde.

Já em abril de 1996 iniciou o atendimento ao Sistema Único de Saúde (SUS) e, no mesmo ano, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde do Paraná, passou a administrar o Hemonúcleo de Foz do Iguaçu que abastece com hemoderivados não só o Costa Cavalcanti, mas diversos hospitais da região.

Para comemorar os 25 anos de Fundação, e 40 anos do HMCC, a instituição lançará um livro: “Uma trajetória de cuidados”, que conta um pouco da história e, como a Instituição funciona hoje, além de mostrar alguns detalhes nunca vistos por pessoas de fora do Hospital.

O evento será no dia 1º de novembro, sexta-feira, às 17h no Centro Clínico da Instituição, localizado na Av. Parati, 737 – Vila “A”. “Todos estão convidados, nossos colaboradores, médicos, pacientes e imprensa”, frisou o diretor superintendente do Costa Cavalcanti, Fernando Cossa.

“Diariamente, nossos profissionais se engajam para tratar nossos pacientes com respeito e dignidade. Cuidar da nossa gente, promovendo a saúde, proporcionando a melhor experiência, em um complexo hospitalar de inovação e excelência, valorizando e salvando vidas, com atenção e amor, faz parte do nosso dia a dia, e é isso que apresentaremos em nosso livro, a realidade diária do nosso Hospital”, enfatizou o diretor.

Atualmente

Na última década, a Fundação de Saúde Itaiguapy, em parceria com o Ministério da Saúde do Brasil e Itaipu Binacional, promoveu várias mudanças no HMCC. De 2000 para cá, teve início uma série de reformas, ampliações e implantação de novos serviços. “Nossa responsabilidade é de comandar a Fundação e garantir o crescimento sustentável do hospital”, destacou o superintendente Fernando.

Hoje, mais de 60% dos atendimentos do Hospital são destinados aos pacientes do SUS, emprega mais de mil trabalhadores e possui um corpo clínico formado por cerca de 400 médicos.

Em mais de 25 mil metros quadrados, o HMCC oferece desde Pronto Atendimento até serviços de alta complexidade aos usuários de convênios como o Plano de Saúde Itamed, criado pelo próprio hospital.

É o primeiro hospital do interior do Paraná a obter o Nível 3 da Acreditação Hospitalar, ou seja, grau máximo de reconhecimento de qualidade a uma instituição de saúde por meio da Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Em 2017, o Instituto de Ensino e Pesquisa da Fundação Itaiguapy, com apoio da Itaipu Binacional e da Prefeitura de Foz do Iguaçu, inaugurou o primeiro Centro de Medicina Tropical da Tríplice Fronteira.

O centro, instalado na Avenida Araucária, na Vila “A”, possui 280 metros quadrados e conta com um avançado laboratório de biologia molecular. Como atividade principal, é capaz de identificar em menos de uma hora, se mosquitos Aedes Aegypti capturados pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) estão infectados com os vírus das doenças, e assim desencadear ações de prevenção em áreas de risco em apenas 24 horas após a captura, evitando que o mosquito contaminado transmita a doença.

Outras conquistas que a Fundação se orgulha de contar, é de ser uma instituição Filantrópica, certificada como entidade beneficente (CEBAS) desde 2011; ter formado a primeira turma de residentes médicos em 2019, e caminhar para uma grande transformação e modernização na estrutura hospitalar e também humana.

Tempos de expansão

Com o investimento da Itaipu Binacional, de R$ 64,7 milhões, o Hospital passará por uma ampla reforma nos próximos três anos, com a expansão da área construída, instalação de novos leitos, aquisição de equipamentos e contratação de mais profissionais.

O número de leitos passará dos atuais 202 para 260, um aumento de quase 30%. O projeto prevê ainda uma ampliação de mais 12 mil metros quadrados de área construída e reforma de aproximadamente 8.500 metros quadrados da área já existente. Hoje, a área total do HMCC é de 25 mil metros quadrados.

Estão previstos o aumento das salas cirúrgicas, a construção de um novo laboratório de análises clínicas e a expansão dos serviços de quimioterapia e radioterapia, com a inclusão de novo acelerador linear. O plano prevê ainda a construção de mais 10 leitos de UTI geral, 10 de UTI Neonatal e 38 novos leitos de internação.

Um dos focos é a construção de um novo Centro Materno-Infantil, em área anexa ao hospital, e a reestruturação de vários serviços. O espaço atual da maternidade será destinado à criação de novos leitos. As obras vão permitir ainda uma reorganização completa das áreas de urgência e emergência.

Concluída a reforma e ampliação, será necessária a contratação de aproximadamente mais 200 profissionais, sem considerar os empregos indiretos. “As pessoas são pilares fundamentais para que possamos prestar um atendimento com excelência e qualidade”, concluiu o diretor superintendente.

Leia a matéria completa no Portal da Cidade clicando aqui!

Leave A Reply

Your email address will not be published.