Portal Blog do Lago
Informação de qualidade na Tríplice Fronteira

“Paseros” anunciam manifestação em Ciudad del Este nesta segunda

0

“Paseros” paraguaios anunciaram uma manifestação para esta segunda-feira, 09, em Ciudad del Este. De acordo com os manifestantes, o protesto deve iniciar por volta das 6h da manhã, no horário paraguaio, com concentração na zona primária do microcentro. O acesso para a Ponte Internacional da Amizade deverá ser parcialmente fechado. O protesto é contra a fiscalização na aduana paraguaia, que não permite a entrada de produtos brasileiros. A concentração dos manifestantes acontece na Praça da Paz.

Os “paseros” são pequenos transportadores e comerciantes paraguaios que levam mercadorias de Foz do Iguaçu a Ciudad del Este. A maioria dos produtos transportados do Brasil são frutas, legumes e alguns animais vivos, como frango. Desde que assumiu a presidência, Mario Benítez deu ordem para “tolerância zero” para esse tipo de comércio e, desde então, foi reforçado o controle aduaneiro em todas as fronteiras do país.

De acordo com César Cáceres, presidente da Associação de Paseros e afins das Três Fronteiras, são cerca de 10 mil famílias que dependem diretamente do translado de mercadorias comestíveis do lado brasileiro até Ciudad del Este. Eles pedem que o governo apresente soluções para que as famílias sigam trabalhando, sem perder o sustento diário.

“Exigimos que o governo solucione esse problema, pois as instituições estão reprimindo a informalidade e perseguindo pessoas que trazem meia dúzia de bananas. Entendemos que a informalidade é má, no entanto, as autoridades precisam implementar políticas que assegurem o direito da formalização do serviço, paguem seus tributos e continuem trabalhando” disse Cáceres em entrevista ao jornal Vanguardia.

Os “paseros” estão pedindo a modificação do decreto 2431 que versa sobre as importações do tráfego fronteiriço que permite o ingresso de mercadorias para o consumo pessoal ou familiar de até 150 dólares mensais. Os trabalhadores querem que seja permitido o ingresso de produtor até três vezes por semana.

Segundo o jornal Vanguardia, Cáceres também fez referência à permissão  fitossanitária de frutas e verduras em estado natural. Os “paseros” pedem o fim da exigência. Para os manifestantes, há muita burocracia para o ingresso de mercadorias em pequenas quantidades. A manifestação nesta segunda-feira, 09, deve ser pacífica.

Leia a matéria completa no site da Rádio Cultura Foz clicando aqui!