STI: vacinas são importantes em diferentes faixas etárias

A vacina gera defesa no organismo, tornando-o resistente para não adquirir doenças

A vacinação ajuda a prevenir doenças e protege a população contra as mais diferentes enfermidades. Esse é um dos alertas do Ministério da Saúde, repassado pelas secretariais municipais do setor. O aviso se faz necessário devido ao surto de sarampo em algumas regiões do país, especialmente no Norte, e a possibilidade da volta da paralisia infantil em mais de 300 municípios por conta da baixa procura da população em levar os filhos para tomar a vacina.

Uma das explicações para a diminuição de procura pelo atendimento pode estar ligada a notícias falsas (fake news, em inglês) que circulam nas redes sociais, distorcendo a importância da vacinação e causando medo nas pessoas, alegando erroneamente de que as vacinas podem trazer doenças, ao invés de proteger.

Tal informação não procede, como explica a enfermeira Francielli dos Reis Nandi, da secretaria municipal de Saúde. “A vacina gera defesa no organismo, portanto quando um indivíduo é vacinado, seu organismo se torna resistente e não adquire a doença”, explica.

No Brasil, a vacinação das crianças é obrigatória desde os anos 70, garantida pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Mas, apesar de configurar um crime passível de prisão, os pais que optam por não vacinar os filhos costumam sofrer punições diferentes, como advertências, e, em alguns casos, até mesmo a perda da guarda ou destituição da tutela.

Existem vacinas para diferentes faixas etárias, e todas as unidades básicas de saúde de Santa Terezinha de Itaipu oferecem o serviço contra as mais diferentes doenças. É importante ter em mãos quando for vacinar a carteira de vacinação. Com as vacinas foi possível erradicar a varíola, e controlar doenças como poliomielite (paralisia infantil), sarampo, coqueluche, entre outras.

Foto/Matéria: DECOMSTI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *